Arquivo do autor:TIMÃO DIÁRIO

Sobre TIMÃO DIÁRIO

Timão Diário é uma empresa voltada às atividades do mundo Corinthians e também dos esportes em geral do clube. Somos um portal de informação e notícias, entretenimento e serviços, voltado para o público apaixonado pelo SCCP. A partir de 2012, nossa atividade abrigará conteúdos mais diversos, voltados a nossa Republica Popular do Corinthians. O Timão Diário pretende ser um espaço para difundir boas idéias e ser democrático para os apaixonados possam enviar seus recados e discutirmos sobre os rumos do TIMÃO. Também não deixaremos de criticar quando necessário nossos dirigentes e organizações da Fiel quando suas posturas venham atrapalhar o desempenho do Time nos campeonatos. Contamos com a ajuda de todos neste projeto que permita dar mais informação às pessoas sobre o futebol do Timão. EQUIPE TIMÃO DIÁRIO. Visão, Missão e Valores . Visão Ser reconhecida como a principal empresa Brasileira, líder e inovadora, no comércio eletrônico de artigos de Futebol. Firme na crença e valores do esporte, fornecendo artigos que contribuam para dignificar e promover a felicidade dos apaixonados pelo Timão, aproximando culturas e valores, fundamentado em justiça e desenvolvimento. . Missão Liderança na prestação de serviços de alta qualidade, constante renovação e aprendizagem permanente, superando a expectativa dos leitores e promovendo a satisfação de nossos parceiros de negócios e colaboradores, com geração de resultados. . Valores Paixão pelo Corinthians, integridade e transparência nas relações, compromisso com a perenidade do negócio, inovação constante, respeito à diversidade, comunicação clara e precisa, com fundamentos em uma gestão de excelência empresarial.

Tatiane Macedo

Tatiane Macedo


Breylla Raphaela

Breylla Raphaela


Petros mira G4 com foco máximo: “Jogar todas as partidas como decisão”

© Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians
O próximo compromisso do Timão será contra o Vitória, na Arena Pantanal, em Cuiabá-MT
O próximo compromisso do Timão será contra o Vitória, na Arena Pantanal, em Cuiabá-MT

A vitória sobre o Internacional em pleno Beira-Rio deu outro ânimo e devolveu confiança ao elenco do Corinthians. Depois do treino realizado na tarde desta segunda-feira (20) no CT Dr. Joaquim Grava, o meia Petros deu uma amostra do foco e das ambições dos jogadores alvinegros para a reta final do Campeonato Brasileiro. “Temos de jogar todas as partidas como decisão”, afirmou em entrevista coletiva.

O Timão está com 49 pontos, em quinto lugar na classificação geral da competição. Apenas um ponto separa o Alvinegro do G4, a zona de classificação para a Libertadores da América de 2015, e três da segunda posição, que dá vaga direta para o torneio continental. Por conta dessa proximidade, faltando nove rodadas, cada partida se torna muito importante.

O próximo compromisso será contra o Vitória, na Arena Pantanal, em Cuiabá-MT, nesta quarta-feira (22), às 19h30. “Já estivemos muito mais longe. Com uma vitória, podemos entrar [no G4], esse é o primeiro passo. É obrigação, temos de dar a resposta. Para sorrir, só quando conseguir a vaga na Libertadores”, acrescentou Petros.

A cobrança para conseguir um resultado positivo não significa soberba, já que o camisa 40 conhece bem o adversário que terá pela frente. Petros é formado nas categorias de base do Vitória e prega respeito ao time baiano e a todos os rivais que o Corinthians terá pela frente até o fim do Brasileirão.

“Essa é a diferença do time vencedor: respeitar todos os adversários da mesma maneira. É isso que a gente procura fazer, mesmo que o resultado não venha. Acho que a motivação tem de ser ainda maior, porque, com uma sequência maior de vitórias, ficaria bom para a gente, para o treinador e para a torcida”, finalizou o meia.​

Fonte Agencia Corinthians


Mano aprova atuações e, mesmo com desfalques, cobra vitória em Cuiabá

ESPN.com.br com agência Gazeta Press

GETTY IMAGES

Brasileiro Corinthians Internacional Mano Menezes Jadson Renato Augusto Bruno Henrique
Técnico elogiou bastante a partida de Jadson, que voltou ao time titular

Mano Menezes gostou bastante da reação do Corinthians à traumática eliminação da Copa do Brasil. Vencido o Internacional no Beira-Rio, o treinador espera que a equipe não pare por aí e amplie o breve momento positivo em uma semana de clássico contra o Palmeiras.

Antes do Derby de sábado, há confronto com o Vitória, na Arena Pantanal. Punido com a perda de um mando de campo, o time do Parque São Jorge vendeu o jogo para Cuiabá, onde terá de se virar sem três jogadores. Cássio, Fagner e seu melhor atleta, Guerrero, estão suspensos por acúmulo de cartões amarelos.

“É claro que o Guerrero faz falta. Mas já jogamos sem ele e conseguimos vitórias importantes. O importante é que o grupo deu a resposta que precisava dar e nos deu tranquilidade para pensar adiante. Temos um jogo importantíssimo na quarta-feira”, afirmou Mano Menezes.

O técnico quer ver em Cuiabá algo que observou em Porto Alegre. Jadson, que não vinha nem entrando no segundo tempo, foi escalado e teve uma boa atuação no triunfo por 2 a 1 sobre o Internacional. Lodeiro entrou no final e, diferentemente do que ocorrera em ocasiões anteriores, teve participação razoável.

“O futebol é assim. Quando você tem jogadores de qualidade, alguns estão bem e ocupam a posição. Fico contente em ver o Jadson jogando bem, conseguindo uma recuperação. O Lodeiro também entrou bem. É importante ter peças à disposição”, comentou Mano.

O Corinthians está em quinto lugar no Campeonato Brasileiro, com 49 pontos, um abaixo da faixa de classificação à Copa Libertadores. Com o título praticamente fora do alcance, conseguir uma série de vitórias no Nacional poderá aproximar a equipe da principal competição sul-americana.

“Todo o mundo tem dificuldade para embalar, ninguém emenda uma sequência grande de vitórias. Tínhamos uma sequência de jogos fora do nosso estádio. De três jogos (no Brasileiro), e vencemos dois. Isso estabelece um bom padrão. Aos poucos, vamos voltando ao lugar onde merecemos estar”, concluiu o treinador.

Fonte ESPN Br


Petros minimiza pressão após protesto: “Não foi por isso que vencemos”

Vítor Dalseno, especial para a GE.Net São Paulo (SP)

O volante Petros negou que o protesto feito pela torcida do Corinthians na última sexta-feira tenha motivado o time a reagir. Dois dias depois que cerca de 100 torcedores compareceram ao CT Dr. Joaquim Grava para criticar o técnico Mano Menezes, o presidente Mario Gobbi e os jogadores, a equipe derrotou o Internacional por 2 a 1, no Beira-Rio, pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro.

“O torcedor tem todo o direito de protestar, manifestar sua opinião. Mas sabemos que não foi por isso (protesto) que vencemos. A gente tem nossas qualidades, a gente trabalha, isso (vitória) é fruto do nosso dia a dia”, declarou Petros nesta segunda-feira.

A eliminação para o Atlético-MG nas quartas de final da Copa do Brasil, após a derrota por 4 a 1 no Mineirão, foi o que motivou o protesto da torcida, que este ano já se manifestou ao menos três vezes para cobrar a melhora do time – o mais grave dos protestos ocorreu depois da derrota por 5 a 1 para o Santos no Campeonato Paulista, quando torcedores invadiram o CT e ameaçaram jogadores e funcionários do clube.

Fernando Dantas/Gazeta Press

Torcedores organizados compareceram ao CT Dr. Joaquim Grava na última sexta-feira para protestar

“Sei que me esforço, o quanto me doo pelo time, o tanto que faço para honrar e defender essa camisa. A gente não está satisfeito com o que aconteceu na quarta (passada, derrota para o Atlético-MG), ainda não digerimos. Precisamos de uma sequência de vitórias, para voltar ao G-4 e lá ficar até o final”, disse Petros.A reação imediata à eliminação traumática na Copa do Brasil, ocorrida neste domingo, graças à vitória contra o Inter, acalmou os ânimos da torcida e deu mais tranquilidade aos jogadores, que agora só podem evitar um ano fracassado com uma vaga na Copa Libertadores. A classificação só será conquistada se o time terminar o Campeonato Brasileiro entre os quatro primeiros colocados.

Fonte GE.Net


Na volta dos selecionáveis à Série A, times ficam invictos na rodada

Com exceção de Botafogo e Grêmio, que empataram, Atlético-MG, Cruzeiro, Corinthians, São Paulo e Santos vencem no fim de semana com a presença de jogadores convocados

LANCEPRESS! - 20/10/2014 – Rio de Janeiro (RJ)

Jefferson, Marcelo Grohe, Gil, Elias, Everton Ribeiro, Kaká, Souza, Robinho e Diego Tardelli (Fotos: LANCE!Press)
Jefferson, Marcelo Grohe, Gil, Elias, Everton Ribeiro, Kaká, Souza, Robinho e Diego Tardelli (Fotos: LANCE!Press)

Com a volta dos jogadores que ficaram 11 dias com a Seleção Brasileira na China e em Cingapura, os respectivos times dos selecionáveis tiveram bom desempenho na rodada do fim de semana do Campeonato Brasileiro. Das sete equipes que tiveram representantes no Brasil, cinco delas venceram – Atlético-MG, Cruzeiro, Corinthians, São Paulo e Santos – e as outras duas empataram – Botafogo e Grêmio.

Os triunfos da Raposa, do Galo e dos paulistas foram importantes para as pretensões dos times na competição. Os mineiros bateram o Vitória com a presença de Everton Ribeiro e, agora, têm sete pontos de diferença para o São Paulo, segundo colocado. O Tricolor, no sábado, superou o Bahia em casa com Souza e Kaká e recuperou o posto de vice líder.

O Timão, por sua vez, reabilitou-se da eliminação na Copa do Brasil ao derrotar o Internacional, no Beira Rio, com as contribuições de Gil e Elias e está apenas um ponto atrás do Atlético-MG, quarto colocado. O zagueiro, inclusive, marcou um dos gols na vitória por 2 a 1.

O Galo, com Diego Tardelli, que já tinha participado – em um esforço grande – da Copa do Brasil na quarta-feira, venceu a Chapecoense, igualando a pontuação do Colocado na disputa pelas primeiras posições.

Já o Grêmio de Luiz Felipe Scolari contou com o retorno de Marcelo Grohe ao gol diante do Goiás, no Serra Dourada, O ataque, porém, não funcionou e a partida terminou empatada. Assim, o Grêmio terminou a 29ª rodada a três pontos do G4. O detalhe é que o goleiro se sentiu mal e deixou o jogo. Segundo o médico gremista, a somatória de situações – como o calor, a viagem longa e falta de tempo de sono – contribuiu para o mal estar.

Por fim, o Botafogo precisou do goleiro Jefferson no empate em 1 a 1 com o Sport, em Volta Redonda (RJ). Apesar do ponto conquistado, o Alvinegro permanece na zona de rebaixamento com 30 pontos. O goleiro titular da Seleção Brasileira, que alegou cansaço para não entrar em campo pela Copa do Brasil, fez defesas importantes, sendo fundamental para a conquista do ponto.

Leia mais no LANCENET! http://www.lancenet.com.br/minuto/selecionaveis-Brasileirao-times-invictos-rodada_0_1233476759.html#ixzz3GjES38sW
© 1997-2014 Todos os direitos reservados a Areté Editorial S.A Diário LANCE!


Para o time de Mano, destruir é bem mais fácil

por Lucas Faraldo 

* Por Maurício Oliveira

Mano Menezes ganhou sobrevida no comando do Corinthians, mas não deve se ver livre da pressão nos próximos dias. Nesse domingo, em Porto Alegre, como aconteceu contra Cruzeiro e São Paulo, o Timão jogou com uma concentração acima da média e decidiu o jogo com as duas únicas finalizações do primeiro tempo.

Contou ainda com excesso de erros do Internacional no ataque e com má pontaria de Nilmar, que só conseguiu desencantar em um dos poucos erros de Gil na partida.

Destaque para a formação defensiva da equipe, com Bruno Henrique e Elias à frente da zaga (Fagner e Fábio Santos foram mais zagueiros do que laterais) e Petros, Jadson e Renato Augusto em linha, bloqueando o meio de campo do Inter. Como Guerrero voltava algumas vezes para compor o meio de campo e Petros recuava para formar linha com os volantes, o Corinthians chegava a formar duas linhas de três em seu campo, além dos quatro jogadores da defesa.

Mesmo com o bloqueio, Cássio foi o destaque da equipe com quatro defesas difíceis – e uma joelhada na cara que fez o jogo ficar parado por mais de dez minutos.

O Corinthians passou no teste mais difícil depois do vexame contra o Atlético-MG, pela Copa do Brasil. Agora terá três jogos contra adversários que brigam contra o rebaixamento – Vitória, Palmeiras e Coritiba. É bom lembrar que o Timão perdeu 26 (!!!) pontos contra times da parte de baixo da tabela.

Para o time de Mano, destruir é MUITO mais fácil do que criar. Isso terá de ser resolvido nas próximas rodadas. Jadson e Renato Augusto, se mantidos, terão de se aproximar de Guerrero para não deixá-lo tão isolado como ficou no Beira-Rio.

Fonte Lancenet


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 54 outros seguidores