Arquivo do autor:TIMÃO DIÁRIO

Sobre TIMÃO DIÁRIO

Timão Diário é uma empresa voltada às atividades do mundo Corinthians e também dos esportes em geral do clube. Somos um portal de informação e notícias, entretenimento e serviços, voltado para o público apaixonado pelo SCCP. A partir de 2012, nossa atividade abrigará conteúdos mais diversos, voltados a nossa Republica Popular do Corinthians. O Timão Diário pretende ser um espaço para difundir boas idéias e ser democrático para os apaixonados possam enviar seus recados e discutirmos sobre os rumos do TIMÃO. Também não deixaremos de criticar quando necessário nossos dirigentes e organizações da Fiel quando suas posturas venham atrapalhar o desempenho do Time nos campeonatos. Contamos com a ajuda de todos neste projeto que permita dar mais informação às pessoas sobre o futebol do Timão. EQUIPE TIMÃO DIÁRIO. Visão, Missão e Valores . Visão Ser reconhecida como a principal empresa Brasileira, líder e inovadora, no comércio eletrônico de artigos de Futebol. Firme na crença e valores do esporte, fornecendo artigos que contribuam para dignificar e promover a felicidade dos apaixonados pelo Timão, aproximando culturas e valores, fundamentado em justiça e desenvolvimento. . Missão Liderança na prestação de serviços de alta qualidade, constante renovação e aprendizagem permanente, superando a expectativa dos leitores e promovendo a satisfação de nossos parceiros de negócios e colaboradores, com geração de resultados. . Valores Paixão pelo Corinthians, integridade e transparência nas relações, compromisso com a perenidade do negócio, inovação constante, respeito à diversidade, comunicação clara e precisa, com fundamentos em uma gestão de excelência empresarial.

Assista ao vídeo: Após derrota, Tite reconhece: Corinthians não retomou o padrão

https://youtu.be/mYNTXKxaDm8

Após a derrota por 2 a 0 para o Guaraní-PR no Defensores del Chaco, no Paraguai, o treinador Tite falou com a imprensa sobre o desempenho do Corinthians. Confira!

Fonte do vídeo: ESPN BR – assista ao vídeo na pagina da ESPN clicando aqui.


Há quatro jogos sem vencer, Corinthians vive pior jejum em mais de um ano

REUTERS

Corinthians vem de duas derrotas e dois empates
Corinthians vem de duas derrotas e dois empates

A má fase do Corinthians foi ampliada nesta quarta-feira com a derrota por 2 a 0 para o Guaraní, em Assunção. Mais do que complicar-se nas oitavas de final da Copa Libertadores, a equipe alvinegra aumentou seu jejum de vitórias, que chegou a quatro jogos (dois empates e duas derrotas).

O último triunfo dos comandados de Tite ocorreu em 11 de abril, quando superou a Ponte Preta por 1 a 0, em casa, pelas quartas de final do Campeonato Paulista. Foi o único resultado positivo nos sete jogos mais recentes do clube.

Desde a partida com a Ponte, empatou com o San Lorenzo , pela Libertadores, por 0 a 0 e com o Palmeiras por 2 a 2. Diante do rival, ainda foi eliminado nos pênaltis pela semi do Estadual. Na sequência, perdeu por 2 a 0 para o São Paulo, pelo fechamento da fase de grupos da competição continental, e, por fim, caiu diante dos paraguaios.

A última vez que o Corinthians havia ficado tanto tempo sem ganhar um jogo ocorreu em janeiro e fevereiro de 2014. Na ocasião, foram quatro derrotas seguidas (1 a 0 para o São Bernardo, 5 a 1 para o Santos, 2 a 1 para a Ponte Preta e 2 a 0 para o Bragantino) e mais dois empates (1 a 1 com o Mogi Mirim e 1 a 1 com o Palmeiras).

O último jogo da série negativa ocorreu em 16 de fevereiro, e, três dias depois, a equipe encerrou a má fase com um triunfo por 2 a 1 sobre o Oeste.

Agora, a equipe alvinegra terá sua chance de encerrar o jejum no domingo, quando visitará o Cruzeiro no Mineirão, às 16h (de Brasília), pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro. Na quarta, às 22h, receberá o Guaraní em sua arena para tentar reverter a desvantagem e buscar uma vaga nas quartas de final.

Fonte ESPN Br


Fábio Santos minimiza atuação ruim e dá méritos ao Guaraní

O lateral esquerdo Fábio Santos tentou minimizar a péssima atuação do Corinthians na noite desta quarta-feira. Ao deixar o gramado do Defensores del Chaco, o jogador preferiu valorizar o que o Guaraní fez para conquistar a vantagem de 2 a 0 a criticar a postura do seu time no jogo de ida das oitavas de final da Copa Libertadores da América.

“O Guaraní teve muitos méritos. Soube marcar bem a nossa saída de bola”, elogiou Fábio Santos, para quem o Corinthians merecia melhor sorte em Assunção. “A equipe não fez uma das suas melhores partidas, mas não jogou para perder por 2 a 0.”

Seja como for, o resultado complicou bastante o Corinthians, que agora precisará ganhar do Guaraní por três gols de diferença para avançar na Libertadores sem a necessidade de disputa por pênaltis. O jogo de volta será já na próxima quarta-feira, em Itaquera.

“Agora é levantar o ânimo e decidir em casa”, resumiu Fábio Santos, antes de desconversar novamente sobre a atuação corintiana. “É difícil falar em melhor e pior. Temos que dar méritos ao Guaraní também”, repetiu.

AFP

Lateral esquerdo desconversou sobre a noite nada inspirada do Corinthians no Paraguai (foto: Norberto Duarte)

Foi justamente de Fábio Santos a melhor chance do Corinthians no Defensores del Chaco. O lateral esquerdo acertou um chute cruzado na trave 12 minutos depois de o Guaraní marcar o seu primeiro gol.

Fonte GE.Net


Tite se apega à força da Arena Corinthians pela vaga no dia 13

Treinador do Timão volta a falar em falta de padrão e diz que a equipe pode reverter o placar adverso diante da Fiel. Nos últimos 32 jogos em Itaquera, são 23 vitórias e nove empates

LANCEPRESS! – 06/05/2015 – São Paulo (SP)

Guaraní-PAR x Corinthians - Copa Libertadores - Falha de Cássio (Foto: Norberto Duarte/AFP)
Timão perdeu por 2 a 0 para o Guaraní do Paraguai (Foto: Norberto Duarte/AFP)

O Corinthians terá de vencer o Guaraní-PAR por dois gols ou mais de diferença se quiser chegar às quartas de final da Copa Libertadores. O confronto acontecerá na próxima quarta-feira, na Arena Corinthians, onde a equipe não perde há 32 jogos (são 23 vitórias e nove empates). E é exatamente o fator casa que o técnico Tite confia para jogar melhorar e, ao menos, devolver os 2 a 0 sofridos no Defensores del Chaco, em Assunção, nesta quarta-feira, no jogo de ida das oitavas.

– A equipe não retomou o padrão normal. O tamanho do prejuízo só vai ser (possível saber) depois dos 90 minutos que tivermos em casa. Também temos consciência que, em casa, temos todas as condições de fazer um grande jogo, perto do torcedor, podemos reveter. Na pior das hipóteses igualar, com todo respeito ao Guaraní – afirmou o treinador.

Corinthians é derrotado pelo Guaraní (PAR) no Paraguai

  • Corinthians é derrotado pelo Guaraní (PAR) no Paraguai (Fotos:  AFP)
  • Corinthians é derrotado pelo Guaraní (PAR) no Paraguai (Fotos:  AFP)
  • Corinthians é derrotado pelo Guaraní (PAR) no Paraguai (Fotos:  AFP)
  • Corinthians é derrotado pelo Guaraní (PAR) no Paraguai (Fotos:  AFP)
  • Corinthians é derrotado pelo Guaraní (PAR) no Paraguai (Fotos:  AFP)
  • Corinthians é derrotado pelo Guaraní (PAR) no Paraguai (Fotos:  AFP)
  • Corinthians é derrotado pelo Guaraní (PAR) no Paraguai (Fotos:  AFP)
  • Corinthians é derrotado pelo Guaraní (PAR) no Paraguai (Fotos:  AFP)
  • Corinthians é derrotado pelo Guaraní (PAR) no Paraguai (Fotos:  AFP)
  • Corinthians é derrotado pelo Guaraní (PAR) no Paraguai (Fotos:  AFP)
  • Corinthians é derrotado pelo Guaraní (PAR) no Paraguai (Fotos:  AFP)
  • Corinthians é derrotado pelo Guaraní (PAR) no Paraguai (Fotos:  AFP)
Corinthians é derrotado pelo Guaraní (PAR) no Paraguai (Fotos: AFP)

– Fazer gol aqui era importante, mas temos consciência que, com o carinho do torcedor, dentro da nossa casa, podemos buscar o resultado – completou.

O técnico do Corinthians tentou explicar o péssimo futebol da equipe no duelo com os paraguaios, que fizeram os dois gols no segundo tempo. O primeiro, com a colaboração de Cássio, que falhou após cobrança de falta. O segundo, com a colaboração de Felipe que, além de não fazer a linha de impedimento, não conseguiu bloquear o atacante.

– Nós sabíamos desde o começo que fazer gol fora era fundamental. Na medida em que não propôs o jogo, buscou contra-ataque, com três zagueiros, não expôs. Ficou um jogo amarrado, sem criatividade, sem infiltração das duas equipes. O gol acabou determinando mudança da sistemática. Eu iria colocar o Love, Malcom para puxar velocidade. Segurei Luciano, estava sentindo desconforto na perna. Depois, modificações na bola aérea, para ter jogador com Guerrero para puxar na conclusão. Não veio – lamentou.

Emerson e Mendoza, que não atuaram em Assunção, deverão ser julgados e punidos pela Conmebol e dificilmente terão condições de jogar a volta na Arena Corinthians.

Leia mais no LANCENET! http://www.lancenet.com.br/corinthians/Corinthians-Guarani-PAR-Tite_0_1352264988.html#ixzz3ZPysn9Gm
© 1997-2015 Todos os direitos reservados a Areté Editorial S.A Diário LANCE!


Elias faz alerta após derrota no Paraguai: “Temos de melhorar muito”

Volante diz que Corinthians jogou bem contra o Guaraní, mas perdeu em lances isolados. Ele vê elenco preparado para pressão por classificação em casa

Por Diego Ribeiro Assunção, Paraguai

Guarani-PAR x Corinthians Elias e Jorge Mendoza  (Foto: Reuters)
Elias observa subida de Jorge Mendoza durante derrota para o Guaraní (Foto: Reuters)

A derrota do Corinthians por 2 a 0 para o Guaraní, nesta quarta-feira, no Paraguai, ligou o sinal de alerta do volante Elias. Preocupado após a o resultado negativo no jogo de ida das oitavas de final da Taça Libertadores, ele avisou que é preciso corrigir muita coisa antes da partida de volta, dia 13 de maio, na arena do Timão.

Após a partida, Elias pregou um discurso inicial de que o time teria jogado bem e perdido apenas em lances isolados. Depois, porém, admitiu a necessidade de evolução do Corinthians.

– A equipe se portou muito bem, competiu e esteve concentrada. Dois lances isolados decretaram a vitória para o Guaraní. A atuação deles foi muito boa. É um placar reversível, a gente tem qualidade para isso. Sabemos que temos de melhorar muito para vencê-los lá em casa – disse Elias.

O volante assegurou que os jogadores sabem lidar com a pressão pela classificação diante de um adversário considerado inferior.

– Tem de saber lidar com várias situações de pressão. A gente poderia ter feito melhor hoje, mas isso não vai atrapalhar a semana que vamos ter para trabalhar e melhorar. Temos qualidade para buscar, diante da nossa casa, nosso estádio, nosso gramado, temos totais condições de reverter isso – afirmou Elias.

Para o jogo de volta, o técnico Tite terá o retorno de dois jogadores que não estiveram com o grupo no Paraguai: Emerson Sheik e Mendoza cumpriram suspensão e estarão à disposição. Sheik deve ser o titular do ataque na próxima quarta-feira, no lugar de Luciano.

Fonte Globoesporte.com


Tite admite surpresa com placar, mas confia na força da Arena para avançar

Treinador reconhece má atuação do Corinthians na derrota por 2 a 0 para o Guaraní

Por Diego Ribeiro Assunção, Paraguai

Tite Corinthians coletiva (Foto: Diego Ribeiro)
Tite durante entrevista coletiva no Paraguai após derrota do Corinthians (Foto: Diego Ribeiro)

Apontado como favorito a passar pelo Guaraní, nas oitavas de final da Taça Libertadores, o Corinthians sofreu uma derrota surpreendente por 2 a 0, nesta quarta-feira, em Assunção. Na entrevista coletiva, ainda no estádio Defensores del Chaco, o técnico Tite admitiu que o Timão atuou abaixo do esperado e que não imaginava sair do Paraguai com uma desvantagem tão grande, mas tentou mostrar confiança de que pode conseguir a virada em casa.

– A equipe não retomou o padrão normal dela, isso é inconteste. O tamanho do prejuízo só saberemos após os 90 minutos em casa. Temos todas as condições de reverter, ou no mínimo igualar o resultado. (O time) Esteve abaixo de seu padrão normal, não foi como imaginamos. Foi um jogo equilibrado, com poucas oportunidades dos dois lados. O Guaraní teve efetividade – afirmou.

O Corinthians passou praticamente duas semanas apenas treinando como preparação para a Libertadores. Em várias entrevistas, os jogadores culparam o cansaço em virtude da sequência de partidas pela queda de produtividade. O Timão, porém, não conseguiu render como antes e praticamente não criou chances. Só Fábio Santos acertou um chute na trave.

– Tem de retomar padrão de confiança, no passe, na triangulação… Não imaginei o resultado de hoje. Sabíamos que fazer gol aqui era importante. Temos consciência de que com o carinho do nosso torcedor, dentro da nossa casa, podemos buscar esse resultado – ressaltou.

Tite explicou ainda os motivos por ter demorado a fazer mudanças na equipe. O treinador preparava a entrada de Malcom quando o Guaraní marcou, em falha de Cássio. Em seguida, optou por Danilo na vaga de Luciano. Bruno Henrique e Malcom foram a campo posteriormente.

– Sabíamos desde o começo que fazer gol fora era fundamental. O outro time não propôs muito o jogo, não se expôs, ficou um jogo mais amarrado e sem criatividade, infiltração das duas equipes. O gol acabou determinando uma mudança. Eu ia colocar o Love um pouquinho antes do Malcom, mas segurei o Luciano. As modificações foram para buscar efetividade, bola aérea – justificou.

Guerrero Tite Corinthians (Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)
Tite conversa com Luciano durante a derrota por 2 a 0 para o Guaraní (Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)

Com a derrota no Paraguai, o Corinthians precisará vencer por três gols de diferença em Itaquera, quarta-feira que vem, na Arena Corinthians. Se devolver os 2 a 0 leva a disputa para os pênaltis. Um placar de 3 a 1 (ou 4 a 2, 5 a 3…) classificaria os paraguaios, pelo critério de gols fora de casa. Quem passar, pega Montevideo Wanderers, do Uruguai, ou Racing, da Argentina.

– Nesse ano, é a fase mais complicada. Só tínhamos perdido uma vez antes. Claro que sim. A retomada do padrão nós precisamos. Às vezes você perde a confiança. É uma equipe que está se ajustando e se consolidando. A equipe teve um padrão médio até a hora do gol, depois tomou um placar que não imaginava – disse.

Fonte Globoesporte.com


Cássio culpa excesso de confiança por falha no primeiro gol do Guaraní

Goleiro diz que pensava em segurar a bola e sair rapidamente para o contra-ataque. Defesa corintiana também errou no lance que originou o segundo gol paraguaio

Por Diego Ribeiro Assunção, Paraguai

Cássio Guaraní x Corinthians Libertadores (Foto: EFE)
Cássio erra e não consegue evitar o gol do Guaraní, na partida desta quarta-feira, em Assunção (Foto: EFE)

O goleiro Cássio assumiu que falhou no primeiro gol marcado pelo Guaraní, na derrota do Corinthians por 2 a 0, nesta quarta-feira, no Paraguai, pelas oitavas de final da Taça Libertadores. O jogador acredita que exagerou na confiança defender e tentar ligar o contra-ataque do Timão.

– Acho que foi excesso de confiança, de pegar a bola firme e sair rápido. Acabei falhando e falhando feio. Tomamos o gol. Agora é tentar corrigir e recuperar em casa – afirmou.

O gol atrapalhou totalmente o planejamento traçado pelo técnico Tite de, pelo menos, buscar um empate em Assunção. O atacante Santander, principal jogador do Guaraní, cobrou uma falta rasteira de fora da área. Cássio não conseguiu segurar, e a bola ainda bateu na trave antes de entrar.

Uma falha do sistema defensivo custou o segundo gol aos alvinegro. Depois que Santander girou em cima de Gil, Contrera recebeu o lançamento em velocidade, ganhou de Felipe e desviou com estilo no canto direito de Cássio. O Corinthians ainda tentou pressionar nos minutos finais, mas não conseguiu diminuir.

Com a derrota no Paraguai, o Corinthians precisará vencer por três gols de diferença em Itaquera, quarta-feira que vem, na Arena Corinthians. Se devolver os 2 a 0 leva a disputa para os pênaltis. Um placar de 3 a 1 (ou 4 a 2, 5 a 3…) classificaria os paraguaios, pelo critério de gols fora de casa. Quem passar, pega Montevideo Wanderers, do Uruguai, ou Racing, da Argentina.

Fonte Globoesporte.com


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 67 outros seguidores