Arquivo do autor:TIMÃO DIÁRIO

Sobre TIMÃO DIÁRIO

Timão Diário é uma empresa voltada às atividades do mundo Corinthians e também dos esportes em geral do clube. Somos um portal de informação e notícias, entretenimento e serviços, voltado para o público apaixonado pelo SCCP. A partir de 2012, nossa atividade abrigará conteúdos mais diversos, voltados a nossa Republica Popular do Corinthians. O Timão Diário pretende ser um espaço para difundir boas idéias e ser democrático para os apaixonados possam enviar seus recados e discutirmos sobre os rumos do TIMÃO. Também não deixaremos de criticar quando necessário nossos dirigentes e organizações da Fiel quando suas posturas venham atrapalhar o desempenho do Time nos campeonatos. Contamos com a ajuda de todos neste projeto que permita dar mais informação às pessoas sobre o futebol do Timão. EQUIPE TIMÃO DIÁRIO. Visão, Missão e Valores . Visão Ser reconhecida como a principal empresa Brasileira, líder e inovadora, no comércio eletrônico de artigos de Futebol. Firme na crença e valores do esporte, fornecendo artigos que contribuam para dignificar e promover a felicidade dos apaixonados pelo Timão, aproximando culturas e valores, fundamentado em justiça e desenvolvimento. . Missão Liderança na prestação de serviços de alta qualidade, constante renovação e aprendizagem permanente, superando a expectativa dos leitores e promovendo a satisfação de nossos parceiros de negócios e colaboradores, com geração de resultados. . Valores Paixão pelo Corinthians, integridade e transparência nas relações, compromisso com a perenidade do negócio, inovação constante, respeito à diversidade, comunicação clara e precisa, com fundamentos em uma gestão de excelência empresarial.

Mano celebra parada da Copa e diz que início não é essencial

Treinador lembrou do último Mundial, quando trabalhava no Grêmio

Foto: Alan Morici / Terra

Eliminado do Paulista ainda na primeira fase, o Corinthians teve cerca de um mês de preparação para o Campeonato Brasileiro. Nas projeções otimistas, a expectativa é que a equipe faça um bom início e esteja nas primeiras colocações depois das nove rodadas iniciais, antes da parada para a Copa do Mundo.

Para o técnico Mano Menezes, porém, o período não será determinante para definir se o clube irá brigar pelo título, e sim como vai ser o estágio na reta final. “Para a definição de campeão brasileiro, não concordo (que o título esteja encaminhado). Os nove jogos servem para estabelecer um bom início ou não. É bom iniciar bem, logicamente, mas não acredito que pela realidade e qualidade das equipes, algum time vá fazer algo tão significativo que seja apontado como o campeão. Temos 38 rodadas, nove é um universo muito pequeno para se fazer estimativas confiáveis”, analisou o técnico.

Mano acredita que a parada para a Copa do Mundo será positiva, mesmo que sua equipe já tenha ficado cerca de um mês sem jogos oficiais. Ele terá Elias, que só poderá atuar a partir do duelo diante do Internacional, em 16 de julho, e espera até lá receber mais reforços.

“Para nós, (a parada) certamente vai ser boa. Quem ainda não tem todas as definições afirmadas, sempre gosta de um período para fazer isso com mais tranquilidade. Em 2006, estava no Grêmio e parada foi maravilhosa. Quando fomos para a Copa, estávamos em décimo, décimo primeiro, e depois terminamos em terceiro, jogando pelo segundo lugar na última rodada. Houve um crescimento em função daquilo que se projetou, estratégia, qualificação na parada. Isso é bom para dar um salto na competição”, afirmou.

O Corinthians recebeu oferta de uma empresa que deseja levar a equipe para os Emirados Árabes Unidos e para a China no período de parada da Copa. O plano é realizar um amistoso em Abu Dhabi, um em Dubai e outro na China. Os valores, porém, ainda emperram uma confirmação.

Mano afirmou que deseja disputar as partidas logo após a parada do Brasileiro, e espera ter a programação confirmada nos próximos dias. “Temos um plano, que traçamos como ideal, mas ainda não temos todas as definições para tornar isso público. Queremos fazer no mínimo dois jogos. É melhor que sejam no primeiro período, logo depois do término, quando ainda estaremos em condição técnica, ritmo de jogo. Depois disso, devemos uma parada de uma semana, dez dias no máximo. Depois, retornamos para reiniciar o Brasileiro. Não temos a confirmação ainda por questões administrativas”, finalizou

Fonte TERRA


Thaisa Bueno representará o Corinthians no Belas;

BELAS DA TORCIDA

Imagem 12/14:

Thaisa Bueno foi a preferida dos jurados e é a Bela da Torcida do Corinthians

Fonte UOL


Mano Menezes minimiza problemas em última semana de preparação

Mesmo com desfalques em treinamentos às vésperas da estreia, treinador lembrou opções de reposição dentro do elenco alvinegro

Mano Menezes aposta em peças de reposição contra desfalques (Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians)
Mano Menezes aposta em peças de reposição contra desfalques (Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians)

Na longa preparação do Corinthians para o Campeonato Brasileiro, a última está sendo a mais complicada. Desde o adeus ao Paulista, em 23 de março, Mano Menezes vem trabalhando na mesma formação, algo que não pôde fazer nos dias que antecedem a partida de domingo, contra o Atlético-MG.

O titular Luciano passou toda a semana em um período de treinos com a Seleção Brasileira sub-20. O frágil meia Renato Augusto, que parecia livre de maiores problemas físicos, passou a preocupar com dores no joelho que operou no ano passado. Na manhã de sexta, Guilherme não treinou por causa de um desconforto muscular.

“Lógico que seria melhor se tivéssemos todos à disposição, mas não dá para ficar reclamando de tudo. Quando não tivermos o Renato, vamos ter o Danilo, o Zé Paulo… O Malcom estará aí quando o Luciano não estiver. Os jogadores precisam estar prontos para o que precisa ser feito”, afirmou.

Na primeira ou nas 37 rodadas seguintes, desfalques não serão exceção no arrastado Brasileiro. “O mais importante é ter uma definição para a equipe, criar uma estrutura para os jogadores estarem prontos para entrar. Com uma estrutura montada, os jogadores vão saber o que precisam fazer.”

Assim, ao menos por enquanto, Mano não reclamou de não ter Luciano ao longo da semana. Isso provavelmente mudará em caso de um mau resultado em Uberlândia – o gaúcho usa com frequência justificativas desse tipo –, mas ele disse ter se preparado para a ausência do garoto.

“Como tínhamos a informação de forma antecipada, procuramos trabalhar a parte ofensiva na semana anterior à ida dele à Seleção. A gente não pode prejudicar o jogador nem a Seleção, que precisa fazer o seu trabalho. Ainda bem que não foi durante a competição, e a gente pôde administrar isso bem”, disse o técnico.

Para adotar seu tradicional mistério, Mano Menezes afirmou não saber se usará Luciano desde o início por causa da ausência nos treinos, porém o atacante está escalado. Mesmo com alguma dificuldade na última semana, houve muito tempo para acertar a equipe desde a precoce eliminação no Paulista.

A falta de ritmo, diz o chefe, também não será desculpa. “Nós procuramos trabalhar de forma muito intensa nesse período, mesmo não tendo jogos oficiais. Até um tempo atrás, treino era treino, e jogo era jogo. Hoje, isso não existe mais. Não dá para treinar 30% e querer jogar 90%, apertar um botãozinho e jogar de uma maneira para a qual não se preparou.”

Assim, no domingo, sem a desculpa de uma preparação ruim, o Corinthians passará por seu primeiro teste no Brasileiro. A oportunidade é boa diante de um Atlético-MG que está preocupado com a Copa Libertadores e não atuará em Belo Horizonte. “Claro que no jogo tem uma competitividade maior. Vamos medir a nossa capacidade”, concluiu Mano.

Fonte Fox Sport


Mano Menezes elege Luciano no ataque e deixa Guerrero de lado

Treinador do Corinthians coloca peruano no banco e está encantado com seu novo xodó

Fábio Hecico – O Estado de S. Paulo

O Corinthians que enfrenta o Atlético-MG, em Uberlândia, só ficará completo neste sábado. Novo xodó de Mano Menezes, o atacante Luciano, participando da série de treinos com a seleção brasileira Sub-21, chega após uma semana fora das atividades do time. Luciano vai formar dupla de ataque com Romarinho diante dos mineiros.

Luciano formará dupla de ataque com Romarinho - Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão
Luciano formará dupla de ataque com Romarinho

Mano está encantado com o futebol do jovem jogador, que chegou às pressas no meio do Paulistão e ajudou o time em algumas vitórias. Luciano está tão em alta com o chefe que, mesmo nos dias de sua ausência, o treinador fez questão de deixar claro que ele é seu titular. A ponto de nem dar esperanças ao ex-titular Guerrero de que ele poderia enfrentar o Atlético. O peruano treinou apenas uma vez entre os titulares durante os trabalhos da semana.

“Como tínhamos a informação (da convocação de Luciano) de forma antecipada, procuramos formar a parte ofensiva com ele na semana anterior”, revela Mano Menezes. Mesmo ausente por sete dias, o atacante que veio do Avaí sabe como terá de jogar em Uberlândia.

“Em algum momento vamos ter de ficar sem jogadores, mas não podemos prejudicá-lo, tampouco a seleção. Ainda bem que não foi durante a competição e estou contando com o Luciano a partir de amanhã (hoje), sim.”

Mano tem em sua mente que o time precisa de bastante movimentação para largar bem no Campeonato Brasileiro, por isso tem deixado Guerrero como segunda opção. O centroavante é mais estático na área e só deve ganhar chances quando Elias entrar em campo.

Fonte Estadao


Mano Menezes tira pressão do elenco corintiano antes de estreia

Equipe paulista enfrenta o Atlético-MG na primeira rodada do Campeonato Brasileiro

Fábio Hecico – O Estado de S. Paulo

Mano Menezes não tem o título brasileiro no seu currículo. O técnico doCorinthians brinca que quer ganhar uns cinco ou seis. Domingo, ele inicia a caminhada atrás da conquista que ainda lhe falta, pedindo um bom início de sua equipe, mas sem estabelecer metas antes da parada para a Copa do Mundo. Se Tite “conquistou” o Nacional em 2011 com arrancada incrível nos primeiros 10 jogos, Mano tira pressão de sua equipe e acha que o campeão não sairá pelo desempenho destas rodadas iniciais.

Mano quer o seu primeiro título do Brasileirão - Epitácio Pessoa/Estadão
Epitácio Pessoa/Estadão
Mano quer o seu primeiro título do Brasileirão

“Para definir campeão não concordo (que tem de largar de forma arrasadora). As nove rodadas servem para estabelecer um bom início ou não e é bom iniciar bem, mas não acredito que pela realidade e qualidade dos times, que alguém consiga algo tão significativo agora e que vão dizer: esse vai ser campeão. Temos 38 rodadas e o universo de nove é muito pequeno para estimativas confiáveis”, enfatiza o treinador.

O comandante usa o seu Grêmio de 2006 como parâmetro. No clube gaúcho, ele largou mal, e foi para a parada da Copa na 11ª colocação. Voltou de forma diferente e brigou até as rodadas finais pela taça. “Na oportunidade, a parada foi maravilhosa. Estávamos em 10º ou 11º e terminamos em 3º, jogando pelo segundo lugar na última rodada, houve um crescimento.”

Depois do Mundial, Elias terá condição de jogo, assim como “duas ou três peças” que a direção está atrás e não pôde trazer agora. “Claro, queremos fazer o melhor possível para ir para a parada da Copa com boas perspectivas e que depois possamos dar salto na competição.”

Chegar na reta final da competição no “bolo” de cima é a meta traçada. “Eu tenho uma teoria sobre o Brasileiro: os campeões se formam durante competição, quem inicia e acredita no favoritismo acaba não confirmando, a competição sempre prega novidades. Vamos esperar para ver quem vaia se candidatar. Quero estar no grupo de cima na reta final para se colocar em condição de brigar pelo título.”

Diante do Atlético-MG neste domingo, Mano espera contar com sua equipe considerada titular. Nesta sexta-feira, ele teve a volta de Renato Augusto aos treinos após ser poupado por dores no joelho. Conta com o jogador apesar de falar numa reavaliação neste sábado, dia no qual receberá Luciano, que está na seleção sub-21. Guilherme, que não treinou por dores musculares, é esperado no campo. Desta maneira, ele espera mandar a campo o time formado por Cássio; Fagner, Cleber, Gil e Fábio Santos, Ralf, Guilherme, Renato Augusto e Jadson; Luciano e Romarinho.

Fonte Estadao


Pressionado, Renato Augusto recebe cobrança de Mano no Corinthians

‘É ruim se apoiar em alguém com dúvida. A gente aposta e com frequência ele sai’, diz o técnico

Fábio Hecico – O Estado de S. Paulo

Renato Augusto está no paredão no Corinthians. O técnico Mano Menezesmandou uma mensagem cifrada para o meia, que ainda não conseguiu engatar uma série de jogos no clube por causa das seguidas lesões. O treinador evita falar abertamente sobre o armador. Mas usou uma reunião com o grupo para cobrá-lo indiretamente.

Sombra de Elias também aflige Renato Augusto - Epitácio Pessoa/Estadão
Epitácio Pessoa/Estadão
Sombra de Elias também aflige Renato Augusto

“O que eu quero para jogadores do grupo, e disse a todos, é que estejam no mesmo patamar de confiança para utilizá-los. É muito ruim se apoiar em alguém com dúvida. A gente aposta e com frequência ele sai. Quero tomar decisões com confiança em quem esteja em condições”, afirma o técnico.

Mano vem apostando na dupla entre Renato Augusto e Jadson desde a queda no Paulistão. São vários dias de treinos para entrosar a dupla. Acontece que na quinta-feira o camisa 8 queixou-se de dores no joelho e assustou.

“Realmente ele sentiu um pequeno desconforto, sensibilidade e, em função de seu histórico (seguidas lesões), se preocupou. Tentamos tranquilizá-lo. A parte mais difícil, quando se tem sequência de lesões, é convencer a cabeça do próprio jogador. Deixá-lo confiante de que ele não tem nada. Nosso departamento médico já tem essa certeza”, passa calma Mano, já com Renato Augusto relacionado para o confronto com o Atlético-MG, no domingo, na estreia do Brasileirão.

A sombra de Elias (o reforço estreia somente na décima rodada) também aflige Renato Augusto. Contratado no dia 20 de dezembro de 2012, logo após a conquista do Mundial, ele entrou em campo em apenas 36 jogos, marcando somente três gols. Pior, ainda não conseguiu atuar por 90 minutos na temporada.

“Renato só ficou ausente ontem (quinta-feira), reagiu bem e está relacionado. Avaliaremos se ele inicia ou entra no decorrer do jogo. Temos de iniciar com quem estiver em condição melhor”, prega Mano, na verdade fazendo uma pequena pressão.

Fonte Estadao


Mano vê largada difícil para o Corinthians no Campeonato Brasileiro

Marcos Guedes São Paulo (SP)

Apesar do tempo maior de preparação em relação à maioria dos adversários, Mano Menezes considerou complicada a tabela do Corinthians no início do Campeonato Brasileiro. A equipe fará a sua estreia no domingo, em Uberlândia, contra o Atlético-MG, uma semana antes de receber o Flamengo no Pacaembu.

“Temos dois adversários de peso já na largada”, disse o técnico, evitando estabelecer uma meta de pontos para a primeira parte da competição. “Nesse conjunto de nove jogos antes da Copa do Mundo, fazer qualquer projeção é subjetivo. É importante começar bem, mas o campeonato será decidido lá na frente.”

De acordo com o gaúcho, apontar agora os favoritos ao título é um exercício com grande margem de erro. O próprio Corinthians era visto como grande candidato no ano passado, mas teve uma campanha decepcionante, motivo pelo qual Tite foi substituído por Mano no comando.

Divulgação/Agência Corinthians

Mano Menezes prefere não prever um campeonato que considera imprevisível (foto: Daniel Augusto Jr. – 5/4/14)

“Tenho uma teoria sobre o Campeonato Brasileiro: os campeões se formam durante a competição. Quem pensa que é favorito e acredita muito nisso acaba não confirmando essa condição lá dentro. Vamos esperar. O Corinthians quer estar no grupo de times capazes, na reta final, de brigar pelo título”, afirmou o treinador.Para isso, especialmente pela vantagem de quase um mês de ajustes após a eliminação precoce no Estadual, a equipe do Parque São Jorge precisa largar bem. Até o meio de maio, o time jogará apenas aos finais de semana, sem qualquer compromisso em outra competição, algo sempre valorizado pelos técnicos.

Fonte GE.Net


Operários trabalham no feriado para minimizar atraso em arena de Itaquera

Marcos Guedes São Paulo (SP)

A Sexta-Feira Santa não significou folga para os operários que trabalham na conclusão do estádio do Corinthians. As obras tiveram sequência no feriado e continuarão no sábado, com pausa apenas no domingo. Na segunda, apesar do feriado de Tiradentes, mão na massa para a finalização da arena que abrirá a Copa do Mundo.

O ritmo acelerado é necessário para minimizar os atrasos na construção, decorrentes principalmente dos dois acidentes fatais que ocorreram desde o final do ano passado, com três mortes. Os responsáveis apressam o passo para finalizar a arena de Itaquera, na zona leste de São Paulo.

A empreiteira Odebrecht, que já entregou simbolicamente a chave do estádio ao Corinthians, está finalizando os seus trabalhos. Restam a conclusão da cobertura do setor norte – o mais próximo da Radial Leste – e a colocação do material que vedará a cobertura do setor oeste. Tudo isso, na teoria, será feito até o fim de abril.

Já a Fast Engenharia segue a montagem das arquibancadas provisórias, que ficarão atrás dos gols. A promessa é de finalização dessa parte na primeira quinzena de maio, pois a Fifa assumirá oficialmente o local no dia 21 daquele mês. Não há prazo definido para a instalação das estruturas provisórias no entorno da arena.

Marcelo Ferrelli/Gazeta Press

Operários seguem na labuta para que o estádio do Corinthians seja concluído no próximo mês

Não havendo novos imprevistos, o Corinthians fará o primeiro evento-teste no próximo dia 26, com a visita de alunos da periferia e a presença de 4.000 pessoas. No simbólico 1º de maio, haverá um jogo entre operários da obra, com 10 mil espectadores. O passo seguinte será abrir a casa para 20 mil pessoas, com uma partida de ídolos do clube.Ainda sob a premissa de que não apareçam contratempos, a equipe profissional alvinegra atuará pela primeira vez em Itaquera em 17 de maio. Será no confronto com o Figueirense, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro, um sábado que pode ficar na história do time nascido no Bom Retiro.

Fonte GE.Net


Nada de apostas! Timão decide esperar pós-Copa para trazer nomes de peso

Paciência! Sem grandes opções no Brasil, diretoria vai esperar nova janela para trazer jogadores de mais experiência. É o fim do dilema no Parque São Jorge…

Felipe Bolguese e Renato Rodrigues 19/04/2014 - São Paulo (SP)

 Ronaldo Ximenes e Mano Menezes - Treino do Corinthians (Foto: Alan Moricy/ LANCE!Press)
Ronaldo Ximenes e Mano Menezes no treino do Corinthians (Foto: Alan Moricy/ LANCE!Press)

O Corinthians viveu um dilema nos últimos dias. Ciente da urgência em reforçar o ataque, a diretoria tinha duas opções: fazer mais apostas com jogadores que se destacaram nos estaduais ou esperar até a abertura da janela de transferências internacionais, em julho, e trazer nomes de peso para o elenco. E a escolha já foi feita.

Com grande dificuldade de encontrar nomes de maior impacto no cenário brasileiro, o Timão resolveu ficar com a segunda opção. Depois de tentar André (Atlético-MG) e Rafael Sobis (Fluminense), os dirigentes chegaram à conclusão de que não existem tantos atletas que se encaixam no perfil pedido pela comissão técnica. Uma lista até chegou a ser levantada, mas ninguém foi unanimidade.

O receio de “gastar à toa”, por exemplo, é um dos argumentos na conclusão de que não adianta fazer negócios com pressa neste momento. Com a janela aberta, além de tempo para filtrar planos A, B, C, D e até E, a cúpula teria um leque muito maior de opções para reforçar o setor, que conta com Romarinho, Luciano, Paolo Guerrero e os jovens Malcom e Paulo Victor.

A ideia é de trazer até três jogadores. Além de um zagueiro, de preferência canhoto, dois homens de frente estão nos planos alvinegros. Além da possibilidade de investir em jogadores que se destacaram na Libertadores-2014 após a Copa do Mundo, o Timão poderia ir em busca de brasileiros espalhados pelo mundo e tentar repatriá-los.

Em entrevista coletiva ontem pela manhã, Mano Menezes deixou claro que não é mais o momento de apostar em jogadores mais desconhecidos, como os casos de Petros, que veio do Penapolense, e Ferrugem, que estava na Ponte Preta.

– A gente procura equilibrar. Embora alguns jogadores tenham feito um bom Paulista, e temos vários nessa relação (de observados para contratar), não podemos exagerar. Por isso que nos voltamos para outro perfil, exatamente nessas duas, três vagas que vejo para o elenco estar completo para disputar o Brasileiro – disse o técnico.

Entre a diretoria existe o receio de ter poucos nomes de ataque para o início deste Brasileiro. No entanto, como tratam-se de apenas nove rodadas até a pausa para a Copa do Mundo, vão se arriscar com o que tem no elenco. O jeito é torcer contra lesões mais sérias…

Zagueiros sob observação

As necessidades de reforços do Corinthians não ficam só no ataque. Apesar da menor urgência, a diretoria de futebol procura também um zagueiro experiente e pronto para jogar. A ideia é que o jogador também seja canhoto.

Como Mano Menezes só tem nomes que são destros e atuam pelo lado direito da defesa, um nome que use bem a perna esquerda daria mais qualificação ao elenco. Atualmente é Gil, que apesar de destro, faz a função por este lado.

Os reservas imediatos de Gil e Cleber são Felipe, Wanderson e Pedro Henrique. O primeiro, quando entrou, não convenceu. Enquanto o segundo nem sequer estreou até agora, Pedro Henrique é muito jovem para assumir tamanha responsabilidade. A busca continua.

Leia mais no LANCENET! http://www.lancenet.com.br/corinthians/apostas-Timao-decide-esperar-pos-Copa_0_1122487870.html#ixzz2zL0DNDoo
© 1997-2014 Todos os direitos reservados a Areté Editorial S.A Diário LANCE! 


Mesmo pessimista, Jadson mantém esperanças por Seleção Brasileira

Com a chegada do treinador Luiz Felipe Scolari, o meia até chegou a ir para a Copa das Confederações, mas ficou fora das últimas relações de convocação para jogos amistosos

LANCEPRESS! 18/04/2014 - São Paulo (SP)

Jadson - Coletiva do Corinthians (Foto: Reginaldo Castro/ LANCE!Press)
Jadson concedeu coletiva do Corinthians (Foto: Reginaldo Castro/LANCE!Press)

Quando o técnico Mano Menezes ainda comandava a Seleção Brasileira, Jadson ficou bem perto de se firmar no grupo. Com a chegada de Luiz Felipe Scolari, ele até chegou a ir para a Copa das Confederações, mas acabou fora das últimas listas. Às vésperas da Copa do Mundo, ele mantém um pingo de esperança, mesmo ciente que dificilmente terá chances.

Depois de um período conturbado no São Paulo, o camisa 10 do Timão cresceu de produção quando chegou ao Parque São Jorge, em uma troca envolvendo o atacante Alexandre Pato, perseguido pela torcida até então.

– Eu acho que está difícil, mas a esperança nunca pode morrer. Eu estou esperançoso, agora com início do Brasileiro, voltando a atuar, quem sabe algumas boas atuações podem chamar a atenção do Felipão. Mas torcer e pedir para Deus que seja feita a vontade dele – disse o meia.

Atualmente é Oscar, do Chelsea, que vem atuando como meia titular na Seleção Brasileira de Felipão. Willian, também do clube inglês e revelado nas categorias de base do próprio Corinthians, também tem sido constantemente convocado.

Leia mais no LANCENET! http://www.lancenet.com.br/corinthians/Mesmo-pessimista-Jadson-Selecao-Brasileira_0_1122487865.html#ixzz2zKzhWXs4
© 1997-2014 Todos os direitos reservados a Areté Editorial S.A Diário LANCE! 


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 47 outros seguidores