Arquivo do autor:TIMÃO DIÁRIO

Sobre TIMÃO DIÁRIO

Timão Diário é uma empresa voltada às atividades do mundo Corinthians e também dos esportes em geral do clube. Somos um portal de informação e notícias, entretenimento e serviços, voltado para o público apaixonado pelo SCCP. A partir de 2012, nossa atividade abrigará conteúdos mais diversos, voltados a nossa Republica Popular do Corinthians. O Timão Diário pretende ser um espaço para difundir boas idéias e ser democrático para os apaixonados possam enviar seus recados e discutirmos sobre os rumos do TIMÃO. Também não deixaremos de criticar quando necessário nossos dirigentes e organizações da Fiel quando suas posturas venham atrapalhar o desempenho do Time nos campeonatos. Contamos com a ajuda de todos neste projeto que permita dar mais informação às pessoas sobre o futebol do Timão. EQUIPE TIMÃO DIÁRIO. Visão, Missão e Valores . Visão Ser reconhecida como a principal empresa Brasileira, líder e inovadora, no comércio eletrônico de artigos de Futebol. Firme na crença e valores do esporte, fornecendo artigos que contribuam para dignificar e promover a felicidade dos apaixonados pelo Timão, aproximando culturas e valores, fundamentado em justiça e desenvolvimento. . Missão Liderança na prestação de serviços de alta qualidade, constante renovação e aprendizagem permanente, superando a expectativa dos leitores e promovendo a satisfação de nossos parceiros de negócios e colaboradores, com geração de resultados. . Valores Paixão pelo Corinthians, integridade e transparência nas relações, compromisso com a perenidade do negócio, inovação constante, respeito à diversidade, comunicação clara e precisa, com fundamentos em uma gestão de excelência empresarial.

Murielle Lima

Murielle Lima


Aline Rossi Sccp

Aline Rossi Sccp


TAPETÃO GAÚCHO CONTA COM AUDITOR – VERGONHA!

Auditor do STJD relata ameaças antes de novo julgamento do caso Petros

Gaúcho Décio Neuhaus tem recebido tentativas de intimidação diante de um suposto lobby que faria a favor da dupla Gre-Nal, interessada na condenação do Corinthians

Por Lucas Rizzatti Porto Alegre

Auditor Alexander Macedo Relator Décio Neuhaus  (Foto: Reprodução SporTV)
Auditor Décio Neuhaus (Foto: Reprodução SporTV)

Na véspera do julgamento do “caso Petros”, o auditor do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) Décio Neuhaus afirmou que vem sofrendo ameaças por telefone e correio eletrônico. De acordo com o Neuhaus, que é gaúcho, as tentativas de intimidação partem do estado de São Paulo. Na quinta-feira, o STJD julgará em segunda instância o recurso pedido por Grêmio e Inter sobre a suposta inscrição irregular do volante do Corinthians.

Em primeira instância, o clube acabou absolvido. Se houver a reversão da decisão, o Corinthians poderá perder quatro pontos, situação que interessa a dupla Gre-Nal, uma vez que os três disputam vaga à Libertadores de 2015. Décio Neuhaus explicou ao GloboEsporte.com que a causa das ameaças, que ele calcula em torno de 30, entre telefonemas e mensagens, se deve a uma informação oriunda do jornal “Lance”, dando conta de que, por ser gaúcho, ele estaria fazendo lobby pela causa dos clubes de Porto Alegre.

- Eu nem atendo mais prefixo 11 (de São Paulo). Recebi um e-mail, dois e-mails, depois algumas mensagens… Quando vi que ia desbancar, parei de atender e de ler. Avisei a minha família para cuidar a bina (identificador de chamadas) em casa. Teve uma mensagem que citava até o PCC (Primeiro Comando da Capital, grupo de crime organizado) – explicou.

Neuhaus afirmou que não havia atendido a reportagem do jornal na terça por estar ocupado e diz entender a notícia. Lamenta, sim, que alguém ligado ao Corinthians poderia ter espalhado a história de um suposto lobby.

- Eu também sou jornalista, a mídia cumpriu a sua missão. Só lamento que deva existir alguém ligado ao Corinthians interessado em espalhar isso. A imprensa não inventa história. Alguém do Corinthians que falou isso. Mas não sou de fugir da raia – finaliza o auditor, desde 2012 no STJD e que estará presente no julgamento desta quinta.

Relembre a divergência

O Departamento de Registro e Transferência da CBF encaminhou ao STJD um ofício atestando que foi verificada uma divergência nas datas apresentadas no contrato do atleta. Apesar de o vínculo iniciar no dia 2 de agosto, o registro de Petros no BID (Boletim Informativo Diário) da CBF foi efetuado no dia 1º, um dia antes do início da vigência. Assim, ele não poderia ter atuado contra o Coritiba, dia 3, já que seu contrato só passou a valer no primeiro dia útil seguinte à data do registro, segunda-feira, dia 4.

Petros Corinthians (Foto: Daniel Augusto Jr / Agência Corinthians)
Petros, do Corinthians, vai a julgamento novamente na quinta (Foto: Daniel Augusto Jr / Agência Corinthians)

Timão economizará R$ 1 milhão/mês com jogadores dispensados

Entre final de dezembro e início de fevereiro, sete atletas terão seus vínculos com o Timão terminados. Economia pode ajudar na renovação de Guerrero

Dos seis jogadores em final de contrato em dezembro, apenas o goleiro Danilo Fernandes faz parte do atual elenco corintiano (Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians)
Dos seis jogadores em final de contrato em dezembro, apenas o goleiro Danilo Fernandes faz parte do atual elenco corintiano (Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians)

O Corinthians deve ter um alívio considerável em sua folha de pagamento ao final de dezembro. De acordo com o jornal Lance!, sete jogadores deixarão o clube entre o final da temporada e o começo de 2015, o que resultaria uma economia de R$ 1 milhão/mês em salários. A melhora no orçamento ajudaria a renovar o contrato de Paolo Guerrero, que deve receber uma remuneração mensal de R$ 500 mil, além de cerca de R$ 10 milhões, referentes às luvas.

Dos seis jogadores em final de contrato em dezembro, apenas o goleiro Danilo Fernandes faz parte do atual elenco corintiano. Os outro cinco são: o goleiro Julio Cesar (Náutico), os volantes Jocinei (Portuguesa) e Nenê Bonilha (Vila Nova) e o meia Ramírez (Botafogo). Todos não terão seus vínculos renovados com o Alvinegro.

Além deles, o meia Douglas, atualmente emprestado ao Vasco, também está em final de contrato, e não deve renovar com o clube. O vínculo do jogador vai até 1º de fevereiro, e será responsável pelo maior alívio na folha de pagamento do Timão – seu salário é de R$ 300 mil mensais. O ex-camisa 10 não deve se reapresentar junto ao elenco em 7 de janeiro, no CT Joaquim Grava.

Fonte Fox Sport


Guerrero espera renovar até 2017, mas ainda pensa na Europa e em clube que o revelou

ESPN.com.br com agência Gazeta Press

DANIEL AUGUSTO JR./AG. CORINTHIANS

Paolo Guerrero, sob chuva, em treino do Corinthians nesta terça-feira
Paolo Guerrero, sob chuva, em treino do Corinthians nesta terça-feira

O tempo do compromisso não é um problema nas negociações para a renovação do contrato de Paolo Guerrero, que espera ficar por mais três temporadas no Corinthians. Ao fim do provável novo acordo, o centroavante estará a um dia de completar 34 anos, o que não o impede de fazer planos além de 2017.

Duas possibilidades ainda estão na cabeça do peruano. Uma delas é retornar ao futebol europeu – ele passou dez temporadas na Alemanha antes de chegar ao clube do Parque São Jorge – e ainda pensa nisso caso haja problemas nas tratativas para a permanência no Brasil. A outra é atuar em seu país no final da carreira.

“Com 33 anos, vou pensar se estou com corpo para ir à Europa ou não. Agora, estou com 30 e sei que posso jogar tranquilamente por mais três. Minha intenção é encerrar no Alianza Lima. Saí muito cedo, com 17 para 18 anos, e sempre falei que a intenção era essa”, afirmou Guerrero.

Por ora, o desejo é acertar a permanência na equipe com a qual conquistou o Mundial de 2012, marcando os gols do título. A Europa ainda mexe com o centroavante, mas o mais provável é que o desejo fique para depois ou jamais volte a ser uma realidade em sua trajetória.

“Sou jogador profissional, estou aberto a tudo. Gostaria de ficar no Corinthians, mas, não tendo essa oportunidade, minha intenção é voltar à Europa. Sei que estou com 30 anos, mas ainda estou com força e muita vontade para seguir jogando futebol”, concluiu o peruano.

Fonte ESPN Br


Cássio diz confiar no trabalho de Mano, mas ressalta relação com Tite

Helder Júnior São Paulo (SP)

Cássio é gaúcho como Mano Menezes e Tite. E, assim como os seus companheiros, prefere não tomar partido entre os dois quando lhe perguntam sobre o melhor treinador para o Corinthians em 2015.

“A mudança ou não de técnico não depende de nós. Nem gostaria de me meter nessa situação”, adiantou, sem pistas sobre o assunto. “Ninguém tem certeza de nada. Existe muita especulação, mas os jogadores não falam sobre isso. A gente já tem um treinador até o final do ano. Independentemente de ele ficar ou não, procuramos fazer o nosso melhor.”

De qualquer forma, Cássio tem elogios tanto para Mano quanto para Tite. “Respeitamos muito o nosso treinador atual. Tentamos acatar o que ele pede. Acreditamos no trabalho dele. Se não fosse assim, jamais estaríamos brigando pela Libertadores no Campeonato Brasileiro”, argumentou.

As palavras são ainda mais afáveis para Tite, com quem o goleiro tem uma relação de longa data. Foi o antigo comandante que o transformou em titular do Corinthians durante a Copa Libertadores da América de 2012, ano que acabou com Cássio eleito o melhor jogador do Mundial de Clubes.

“É claro que tenho um respeito enorme pelo Tite. Sempre deixei isso bem claro. Ele é um treinador vencedor. Se o Mano não ficar, com certeza quero trabalhar com alguém campeão”, avisou.

Fernando Dantas/Gazeta Press

Goleiro do Corinthians avisou que quer trabalhar com alguém campeão, como Tite, se Mano não permanecer

Enquanto Cássio guarda para si as comparações mais detalhadas sobre os trabalhos dos dois profissionais, Mano Menezes tem feito questão de torná-las públicas. O técnico reavivou as suas chances de renovar contrato com o Corinthians com a iminente classificação para a Copa Libertadores da América e gosta de lembrar que o time não alcançou o mesmo objetivo em 2013, sob o comando de Tite.Cássio sabe que os resultados poderão favorecer Mano. “Ganhando, a gente exerce uma influência. Em um time grande, se os jogadores não rendem, o técnico geralmente é trocado. Mas, mesmo que exista uma mudança, o fator positivo é que a grande maioria do elenco será aproveitada no ano que vem”, ponderou.

O presidente Mário Gobbi pretende definir o técnico do Corinthians de 2015 após conversar com os candidatos à sua sucessão. Ele mudou de ideia em relação a deixar a decisão para depois da eleição, marcada para fevereiro, para não prejudicar o planejamento do time para a disputa da Libertadores.

“É importante que isso se resolva antes da pré-temporada. Até porque a gente precisa saber se terá o mesmo preparador físico, a mesma linha de trabalho. Devemos entender o que acontecerá taticamente, o que o técnico pensa para o ano. E, desta vez, não haverá mais a parada da Copa do Mundo para melhorar, se alguma coisa estiver errada”, palpitou Cássio

Fonte GE.Net


Corinthians ainda se vê pressionado e determina o vice como objetivo

Helder Júnior São Paulo (SP)

Em uma quarta-feira, dia comum para jogos no País, o Corinthians realizou um treinamento bastante leve no CT Joaquim Grava. Os jogadores trabalharam sob chuva fina durante cerca de duas horas e deixaram o campo pouco antes de a comissão técnica promover uma confraternização de final de ano com profissionais de imprensa. O clima de véspera de férias, no entanto, não mudou o discurso do elenco.

“Não existe estar mais solto no Corinthians. Aqui é pressão todo jogo. Nós nos cobramos para vencer todas as partidas”, avisou o goleiro Cássio, com um sorriso no rosto. Seu bom humor era motivado também pela iminência da classificação matemática para a Copa Libertadores da América. Na terceira posição do Campeonato Brasileiro, o time atingirá o objetivo com um empate com o Fluminense no domingo, no Maracanã.

Como a conquista da vaga no torneio continental parece ser apenas questão de tempo, o técnico Mano Menezes e os seus comandados já têm outro objetivo em mente. A intenção é aproveitar as duas rodadas que faltam para tomar o vice-campeonato do rival São Paulo – o Cruzeiro assegurou o título no último fim de semana. “Acho que dá”, avisou Cássio.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press

Goleiro do Corinthians pretende ultrapassar o São Paulo e agarrar o vice-campeonato brasileiro

O São Paulo soma 69 pontos, contra 66 do Corinthians, e enfrentará Figueirense e Sport ao término de sua campanha – o rival terá compromisso com o lanterna Criciúma na última rodada. Para a equipe de Muricy Ramalho, contudo, a prioridade atual é a Copa Sul-americana.“Eles já confirmaram a vaga na Libertadores e vêm de uma série de viagens. Acho que o pessoal está um pouco cansado. De repente, eles começam a poupar no Campeonato Brasileiro. Então, dá para a gente buscar. Temos grandes chances de alcançar e ultrapassar o São Paulo”, pregou Cássio, mas sem deixar de aderir ao espírito de férias e fazer o seu balanço de final de ano. Para ele, com ou sem o vice-campeonato nacional (a ausência de títulos já é uma certeza), a temporada foi positiva para o Corinthians.

Fonte GE.Net


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 56 outros seguidores